quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Life of Pi / As aventuras de Pi (2012) Sobre o livro e o filme

Alguém me explica por que o nome original não foi mantido? Afinal, A vida de Pi é tão relevante quanto "As aventuras de PI"... mas borá lá falar um pouco desse livro e filme:

Sinopse - A Vida de Pi - Yann Martel
O narrador da história é um garoto indiano de 16 anos chamado Piscine Molitor Patel, mais conhecido como Pi. Sua família administra um zoológico na cidade de Pondicherry, mas decide abandonar o país no auge de sua instabilidade política, nos anos 70. A ideia é se mudar para o Canadá, pegando carona no cargueiro que transferirá os animais do zôo para os EUA. Infelizmente, o navio afunda logo nos primeiros dias de viagem. Há apenas cinco sobreviventes: Pi, uma zebra, uma hiena, um orangotango e um tigre de Bengala, todos salvos pelo único barco salva-vidas disponível. Inicia-se aí uma cruel luta pela vida entre cinco mamíferos no meio do oceano Pacífico. Aparentemente, Pi não tem a menor chance de escapar das feras. 
Enquanto aguarda sua vez de ser devorado, o garoto tenta encontrar alguma remota possibilidade de matar o tigre, o que é praticamente impossível: o animal está saudável, pesa mais de 200 quilos e é capaz de nadar. À beira do desespero, Pi conclui que o melhor a fazer é manter o felino vivo e dependente de seus cuidados. Esta é sua única chance. O jovem usa o conhecimento que adquiriu no trato dos animais no zoológico para domar a fera e conquistar o seu respeito. E o tigre, acostumado a viver numa jaula e a ser alimentado pelos humanos, não demora para perceber que precisa de Pi vivo. O mais impressionante é que o autor, Yann Martel, consegue dar um final surpreendente a uma história tão incomum. A conclusão desta aventura imprevisível contrapõe a grandiosidade e a mediocridade que coexistem em todo ser humano.


O que eu achei do livro?

A história é impressionante. A construção do personagem Pi é muito bem feita, com certeza, um dos personagens mais cativantes que já tive contato.
A linha de raciocino que Pi segue antes de tomar suas atitudes (especialmente relacionadas ao Tigre) trás informações diversas e curiosas sobre o tratamento de animais e o comportamento deles.
Outra coisa que gostei foram as divisões feitas dos capítulos. A maioria deles é bem curta, e isso deixa a história fluir de maneira bem fácil, além de facilitar os momentos de pausa. Para terem ideia, são 100 capítulos e 424 páginas.

O que eu achei do filme?
É lindo, visualmente lindo. Eu assisti depois de ter lido o livro, e achei uma adaptação muito digna e bem feita, mas prefiro parar meus comentários por aqui, pois me tornei incapaz de falar sobre o filme sem comparar com o livro.

E qual vale mais a pena?
Sem medo de errar eu digo: Ambos valem muito a pena.
Se você ver o filme primeiro, vai se aprofundar muito na história quando ler o livro, e achar fantástico conhecer melhor o Pi, e todos os dilemas da sua sobrevivência. 
Se você ler o livro primeiro, vai achar o máximo entender melhor como era a estrutura e organização do bote em que ele vai parar, sem contar que, como disse, o filme é visualmente lindo de se ver.

OFF Topic.
O que leva a história a ser contada é a promessa que "Essa é uma história que te fará acreditar em Deus". Quando essa frase se justifica tanto no livro, como no filme, a gente engole seco e entende subitamente um tanto de coisas que dão boas reflexões. Mesmo assim EU, Jeane, correndo o risco de ser massacrada, não achei que o impacto de tudo interferiu em nada se tratando de fé. Não acreditei em Deus por conta da história, mas acreditei que o Pi acreditava, isso bastou.

E você, o que achou do filme/livro?



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...