terça-feira, 1 de março de 2011

Bruna Surfistinha



Buenas personas!

Dessa vez vou tentar bancar a crítica um tiquinho...

Nessa sexta-feira eu fui ver o tal filme da Bruna Surfistinha, sabe, naquelas sem esperar nada, sem ter lido nada antes, somente ouvi comentários que o filme era baseado no livro O DOCE VENENO DO ESCORPIÃO.



Como no livro o filme também mostra a adolescente meio que rebelde, largada e rejeitada. Mas, a maior parte mesmo é a vida de ‘prost’ que tal Raquel Pacheco levava.

Eu não li o livro, mas quem leu diz que coisa toda é um pouco diferente. A parte que relata o passado da guria é bem menor e nem chega a citar a garota bem nascida, cleptomaníaca que masturba garotos na balada. Já no filme, as pouquíssimas cenas do passado o pai de Raquel nega dinheiro a ela e quando ela rouba, entende-se que foi por vingança e não por compulsão. Creio eu que seja para deixá-la mais vitiminha na situação toda...

Deborah Secco incorpou perfeitamente a adolescente de moletom tímida que vai perdendo com passar dos meses a timidez, vai corrigindo a postura, se vestindo melhor, mas que ainda usa o ar de menina pra seduzir os clientes do melhor jeito lolita.



Por tratar de vida de uma prostituta, eu nem esperava que o filme fosse recatado. E realmente não é! Não economiza nada nas cenas da Bruna com a clientela.

Enfim, entendo eu esse filme como belo golpe de marketing de Raquel Pacheco, que conseguiu tudo que almejou se promovendo num blog.

Vale a pena conferir!


5 comentários:

Ellen - Cupcakes Fun disse...

Ai não sei eu não tenho a mínima vontade de assitir, tenho certeza que nem vou gostar!

Mas valeu a resenha!! Pelo menos me deu mais certeza ainda de que eu não vou assistir! haha

Beijos

S2 Cih S2 disse...

A crítica ficou ótima Pâm!!!! =] Parabéns! Beijinhos.

Bruna Cunha disse...

Estou super curiosa para assistir!!

Beijos

www.unhasglamour.blogspot.com

Nicolle disse...

Oi Lindaaaaaaa...
Eu assisti no domingo esse filme. Achei bem legal a história em si... Nunca li o livro, mas o que soube das pessoas que leram foi uma opinião bem parecida com a sua...
A Deborah Secco estava realmente maravilhosa, mas confesso que eu preferia assistir um filme sobre as colegas dela no primeiro prostibulo que trabalhou, uma prostituta que precisa do dinheiro para sustentar o filho (como a colega da Bruna) seria + interessante do que uma patricinha rebelde que gostava de dar...
Apesar dos casos como do "povilho" serem interessantes ou até hilários, temos que concordar que mesmo assim é um filme bem dramático. Assisti a pouco tempo o filme "Sonhos Roubados" que é muito interessante. Sobre a vida de três adolescentes da favela do RJ e da realidade complicada em que se encontravam... Esse filme é bom, eu recomendo, apesar do drama... Nos faz pensar e repensar tudo o que temos/ valorizamos/ queremos!

Recomendo o filme, quem sabe ele ganha uma crítica nesse blog...

Adoro o blog meninas...
Um beijo

Je Magazine disse...

Eu li o livro! ahahahahhaahha
Achei estranho... apesar de ser descritivo, não prendia a atenção.. de fato, as motivações eram muito fracas, não convenciam... é o que a Nicolle disse, era puta porque gostava de dar! se fosse mais explicito isso seria melhor do que fazer um drama encima de uma realidade muito melhor que mta gente por ai.

;)

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...